“Hands off” 7 erros que prejudicam suas unhas e revelam sua idade

blank

Suas mãos são uma das primeiras coisas que as pessoas notam em você, e suas unhas podem revelar muito sobre sua saúde geral e idade. Infelizmente, muitos de nós cometemos erros comuns quando se trata de cuidados com as unhas que não só as prejudicam, mas também revelam a nossa idade. Cuidar das unhas não significa apenas colocar uma nova camada de esmalte; trata-se de adotar uma rotina saudável de cuidados com as unhas.

Um dos erros mais comuns que as pessoas cometem é roer as unhas. Isso não apenas deixa as unhas com uma aparência feia, mas também pode causar infecções e danificar a pele ao redor. Outro erro é deixar de hidratar as unhas e as cutículas. Unhas secas e quebradiças não só têm aparência envelhecida, mas também podem ser dolorosas.

Usar as unhas como ferramentas é outro erro que muitas pessoas cometem. Seja para abrir uma lata de refrigerante ou raspar um adesivo, usar as unhas como ferramentas pode fazer com que elas rachem, lasquem ou até quebrem. Além disso, o uso de produtos de cuidados com as unhas agressivos e ressecantes pode retirar os óleos naturais das unhas e torná-las fracas e frágeis.

blank

Deixar de proteger as unhas de produtos químicos e ambientes agressivos é outro erro que pode prejudicá-las. Expor as unhas a produtos de limpeza agressivos sem usar luvas ou deixá-las de molho na água por longos períodos pode enfraquecer o leito ungueal e torná-las quebradiças.

Além disso, negligenciar a manutenção do comprimento das unhas é um erro comum que pode revelar sua idade. Unhas crescidas demais com bordas irregulares podem fazer com que suas mãos pareçam mais velhas. O corte e a modelagem regulares podem manter suas unhas com aparência fresca e jovem.

Por fim, não dar tempo para as unhas respirarem é outro erro que as pessoas cometem com frequência. O uso constante de unhas artificiais ou géis sem dar um tempo para as unhas pode enfraquecê-las e fazer com que se tornem finas e quebradiças.

Evitar esses erros comuns e adotar uma rotina saudável de cuidados com as unhas pode ajudá-lo a manter unhas fortes e bonitas que não denunciam sua idade. Lembre-se, suas mãos e unhas merecem o mesmo cuidado e atenção que o resto do corpo!

1 Cor ruim

1 Cor ruim

Escolher a cor errada de esmalte é um erro comum que pode fazer com que suas unhas não pareçam atraentes e denunciem sua idade. Optar por tons desatualizados ou inadequados pode fazer com que suas mãos pareçam mais velhas e prejudicar sua aparência geral.

Ao escolher uma cor de esmalte, é importante considerar seu tom de pele e a ocasião. Cores brilhantes e ousadas podem ser divertidas para eventos especiais ou meses de verão, mas podem chamar a atenção para qualquer imperfeição em suas unhas. Os tons escuros, por outro lado, podem dar uma aparência dramática, mas também podem fazer com que suas mãos pareçam envelhecidas.

O segredo é escolher tons que complementem seu tom de pele e realcem sua beleza natural. Tons neutros como nude, rosa pálido e bege claro tendem a ser escolhas seguras que podem dar uma aparência polida e jovem. Além disso, considere a ocasião e seu estilo pessoal. Tons pastéis sutis são ótimos para um visual suave e feminino, enquanto vermelhos profundos e bordôs podem exalar sofisticação e elegância.

Lembre-se de que é sempre melhor experimentar e descobrir o que funciona melhor para você. Não tenha medo de experimentar novas cores e tendências, mas também esteja ciente do impacto que elas podem ter na saúde e na aparência geral de suas unhas. Uma cor de unha bem escolhida e bem conservada pode ser o toque final perfeito para qualquer visual.

2 Roer as unhas

Roer as unhas é um hábito comum que pode ser prejudicial à saúde e à aparência das unhas. Além de danificar as próprias unhas, esse hábito também pode causar infecções e outras complicações. Aqui estão alguns motivos pelos quais você deve abandonar esse hábito:

1. Danos às unhas

Roer as unhas pode fazer com que elas se tornem fracas, quebradiças e propensas a quebrar. A mordida e a mastigação constantes podem resultar em bordas irregulares e irregulares das unhas. Isso pode dificultar a manutenção de uma aparência limpa e bem cuidada.

2. Infecções

Quando você morde as unhas, está introduzindo bactérias da boca no leito ungueal. Isso pode levar a infecções como a paroníquia, que pode causar vermelhidão, inchaço e dor ao redor da unha. Em casos graves, a infecção pode se espalhar e levar a abscessos.

Roer as unhas também pode levar a infecções fúngicas. A umidade da boca proporciona um ambiente ideal para os fungos crescerem e se desenvolverem. Essas infecções podem causar descoloração, espessamento e esfarelamento das unhas.

3. Deformidades nas unhas

Roer as unhas repetidamente pode resultar em deformidades permanentes nas unhas. A matriz da unha, que é responsável pelo crescimento da unha, pode ser danificada, levando a alterações na forma, na textura e na espessura das unhas. Essas deformidades podem persistir mesmo que você pare de roer as unhas.

4. Problemas dentários

4. Problemas dentários

Roer as unhas não afeta apenas as unhas, mas também os dentes. A pressão e a mordida constantes podem fazer com que os dentes se desloquem ou fiquem desalinhados. Isso também pode causar lascas, rachaduras ou desgaste no esmalte dos dentes.

5. Má higiene geral

5. Higiene geral ruim

Roer as unhas coloca as mãos, a boca e as unhas em contato com vários germes e bactérias. Isso pode resultar em falta de higiene geral, pois esses germes podem se espalhar para outras superfícies e objetos com os quais você entra em contato. É importante praticar uma boa higiene das mãos e evitar colocar as mãos na boca para reduzir o risco de doenças.

Se você tem dificuldade para roer as unhas, há estratégias que podem ser tentadas para acabar com esse hábito. Isso pode incluir manter as unhas curtas, aplicar esmalte de sabor amargo, usar técnicas de redução de estresse ou procurar o apoio de um profissional.

Lembre-se de que suas unhas não são apenas uma característica cosmética, mas também desempenham funções importantes. Cuidar delas, evitando hábitos como roer as unhas, pode ajudar a manter sua saúde e aparência.

3 Falta de cuidados com as cutículas

As cutículas desempenham um papel fundamental na proteção do leito ungueal e na promoção do crescimento saudável das unhas. No entanto, muitas pessoas negligenciam suas cutículas, o que leva a vários problemas nas unhas e ao envelhecimento prematuro das mãos.

Aqui estão alguns erros comuns relacionados à falta de cuidados com as cutículas:

Erro Efeito
Ignorar a manutenção das cutículas Acúmulo de cutículas secas, espessas ou crescidas demais que podem fazer com que os leitos das unhas pareçam irregulares ou malformados.
Cortar as cutículas com excesso de zelo O corte agressivo pode danificar o tecido delicado, causando infecções, vermelhidão ou até mesmo deformidades permanentes nas unhas.
Uso de removedores de cutículas agressivos Os removedores de cutículas com produtos químicos podem remover os óleos naturais das unhas, deixando-as secas, quebradiças e propensas a quebrar.
Não hidratar as cutículas Cutículas secas podem causar unhas encravadas dolorosas, fazer com que as unhas pareçam opacas e aumentar o risco de rachaduras ou fissuras.
Cutículas arrancadas ou mordidas Esses hábitos podem introduzir bactérias no leito ungueal, causando infecções e prejudicando o processo natural de crescimento das unhas.
Deixar de usar óleo ou creme para cutículas Os tratamentos nutritivos para as cutículas ajudam a hidratar e fortalecer as unhas, melhoram a flexibilidade e evitam danos às cutículas.
Negligenciar os cuidados regulares com as cutículas Ao não dar atenção às cutículas, você corre o risco de prejudicar a saúde e a aparência das unhas, resultando em uma aparência envelhecida.

O cuidado adequado com as cutículas envolve empurrá-las suavemente para trás usando um empurrador de cutículas ou um palito de laranjeira após um banho quente. A hidratação regular com um óleo ou creme para cutículas de qualidade pode manter as cutículas e as unhas hidratadas e evitar ressecamento e rachaduras.

Lembre-se de que, ao priorizar o cuidado com as cutículas, você pode manter as unhas com aparência jovem e promover a saúde geral das unhas.

4 Fazer uma pedicure somente no verão

Um erro comum que pode prejudicar suas unhas e revelar sua idade é fazer a pedicure somente no verão. Muitas pessoas tendem a negligenciar os pés durante os meses mais frios, mas é importante cuidar das unhas dos pés e da pele durante todo o ano.

Durante os meses de inverno, nossos pés geralmente ficam cobertos por meias grossas e botas, o que pode causar ressecamento e danos às unhas. Negligenciar seus pés durante esse período pode resultar em calcanhares rachados, unhas encravadas e pele áspera.

Fazer pedicure regularmente durante todo o ano pode ajudar a evitar esses problemas e manter seus pés com a melhor aparência possível. Uma pedicure profissional pode remover a pele morta, hidratar os pés, aparar as unhas dos pés adequadamente e tratar de qualquer preocupação específica que você possa ter.

Além disso, fazer uma pedicure no inverno pode ser uma ótima maneira de se mimar e dar aos seus pés a atenção tão necessária. Mime-se com um banho quente nos pés, uma massagem relaxante e uma nova camada de esmalte para melhorar seu humor e a saúde geral de seus pés.

Lembre-se de que seus pés merecem tanto cuidado e atenção quanto suas mãos. Portanto, não cometa o erro de fazer uma pedicure somente no verão. Cuide de seus pés durante todo o ano para mantê-los com a melhor aparência e sensação possível.

PERGUNTAS FREQUENTES

Como posso fazer com que minhas unhas pareçam mais jovens?

Para fazer com que suas unhas pareçam mais jovens, você deve evitar os seguintes erros: não hidratar as cutículas, usar removedores de esmalte agressivos, negligenciar o lixamento e a modelagem adequados, roer as unhas e usar as unhas como ferramentas.

É verdade que o esmalte pode danificar as unhas?

Sim, é verdade. O uso frequente e prolongado de esmaltes, especialmente aqueles com produtos químicos agressivos, pode enfraquecer e ressecar as unhas, tornando-as mais propensas a quebrar.

O que devo fazer se minhas unhas estiverem quebradiças e rachando?

Se suas unhas estiverem quebradiças e rachando, é importante hidratá-las regularmente e evitar o uso de produtos químicos agressivos. Você também pode tentar usar fortalecedores de unhas ou suplementos que contenham biotina para melhorar a saúde das unhas.

Com que frequência devo fazer a manicure?

Recomenda-se fazer uma manicure profissional a cada 2 a 4 semanas, dependendo da rapidez com que as unhas crescem e de como você cuida delas. A manutenção regular ajudará a manter suas unhas saudáveis e a evitar problemas comuns.

Os maus hábitos podem afetar a aparência das minhas unhas?

Sim, maus hábitos como roer as unhas, usá-las como ferramentas ou não hidratar as cutículas podem ter um impacto negativo na aparência das unhas. Esses hábitos podem levar ao ressecamento, à quebra e a outros problemas que fazem com que suas unhas pareçam mais velhas.

Quais são alguns erros comuns que podem prejudicar suas unhas?

Alguns erros comuns que podem prejudicar as unhas incluem roer ou cutucar as unhas, usar as unhas como ferramentas, aplicar esmalte com muita frequência sem dar uma pausa para as unhas, usar produtos agressivos para as unhas, usar removedores de esmalte à base de acetona, não usar luvas ao fazer tarefas domésticas e não hidratar as unhas e cutículas regularmente.

Exploração BioBeleza